Novo livro da Coleção Território e Práxis Popular: “A Liberdade territorial: a práxis territórial popular na América Latina” de Efraín León Hernádez

A LIBERDADE TERRITORIAL A práxis territorial popular na América Latina Coleção Território e Práxis Popular ? Livro 2 Efraín León Hernández  (Autor) SINOPSE: Nesse texto, atentamente preparado pelo geógrafo mexicano Efraín León Hernández, o leitor encontrará uma profícua e instigante discussão sobre a importância dos processos geopolíticos para os movimentos sociais (urbanos e/ou rurais) na luta por … Continue lendo Novo livro da Coleção Território e Práxis Popular: “A Liberdade territorial: a práxis territórial popular na América Latina” de Efraín León Hernádez

O anarquismo indígena na Bolívia

Entrevista com Silvia Rivera Cusicanqui por Andalusia Knoll | 2007 - Traduzido e Publicado por Imprensa Marginal A nação sul-americana da Bolivia encheu os cabeçalhos da imprensa mundial com sua luta contra a privatização da água, luta pela nacionalização do gás, o cumprimento das políticas de livre comércio, e a eleição do primeiro presidente indígena … Continue lendo O anarquismo indígena na Bolívia

RADICALISMO DE DIREITA E DEMOCRACIA

Sobre o livro A democracia devora seus filhos, de Robert Kurz por Maurilio Botelho A democracia devora seus filhos. Robert Kurz. Rio de Janeiro: Editora Consequência, 2020, 172 pp. Lançado em 1993 como um longo artigo, A democracia devora seus filhos [trad. Daniel Cunha] antecipa em muitos aspectos o debate atual sobre o radicalismo de … Continue lendo RADICALISMO DE DIREITA E DEMOCRACIA

“A Bolsa ou a Vida” Por Carlos Walter Porto-Gonçalves

Não é a primeira vez que nos vemos diante da disjuntiva entre a bolsa ou a vida, agora entre manter a economia ou combater a pandemia. De comando de ladrão que intima sua vítima, o “a bolsa ou a vida” já vinha se impondo como política antissocial com a hegemonia das políticas comandadas pela troika … Continue lendo “A Bolsa ou a Vida” Por Carlos Walter Porto-Gonçalves

CESTAS DE LEITURA: CAMPANHA EM APOIO ÀS FRENTES DE SOLIDARIEDADE NAS FAVELAS

Consequência Editora, Instituto de Estudos Libertários e Frente de Mobilização Maré estão somando força para a campanha “Cestas de leitura” em apoio a frentes de solidariedade nas favelas. Apoie esta campanha em reconhecimento do trabalho de centenas de voluntários que diariamente fazem com que os impactos da pandemia e da subsequente crise econômica não impactam … Continue lendo CESTAS DE LEITURA: CAMPANHA EM APOIO ÀS FRENTES DE SOLIDARIEDADE NAS FAVELAS

A (Geografia da) sociedade do trabalho por Ruy Moreira

Texto originalmente publicado em: Revista Terra Livre nº40, V.1 Ano VI IntroduçãoA forma como as sociedades se estruturam tem relação com o modo como seorganiza o processo do trabalho. Toda sociedade é ontologicamente derivadado trabalho, origem genética do conjunto de suas relações. Mas só a sociedadecapitalista veio a receber das teorizações a nomenclatura de uma … Continue lendo A (Geografia da) sociedade do trabalho por Ruy Moreira

27 de julho: o Dia da Vitória na Coreia do Norte. Mas que vitória?

Publicado originalmente em: https://cepsongunbr.com/2020/07/27/27-de-julho-o-dia-da-vitoria-na-coreia-do-norte-mas-que-vitoria/ O dia de hoje é um dos feriados mais marcantes do calendário da República Popular Democrática da Coreia, representando a assinatura do armistício da Guerra da Coreia, ocorrido há 67 anos em 27 de julho de 1953. Para o mundo, a data representa somente a assinatura de um armistício de uma … Continue lendo 27 de julho: o Dia da Vitória na Coreia do Norte. Mas que vitória?

O OBJETIVO SOCIALISTA E O NOVO MOVIMENTO OPERÁRIO por Robert Kurz

Para uma crítica do modo de produção soviético Não apenas na RFA, a esquerda parece ideológica, teórica e politicamente esgotada e desmantelada, isso apesar da crise mundial do capitalismo. A força explicativa e mobilizadora do marxismo autêntico, embora nunca tenha sido tão adequada quanto hoje, já não pode ser realizada. Talvez justamente porque o conjunto … Continue lendo O OBJETIVO SOCIALISTA E O NOVO MOVIMENTO OPERÁRIO por Robert Kurz

“Problema Teórico da Autogestão” de Henri Lefebvre

Quem iria discordar de que o problema da unidade, ou seja, da reunificação do movimento é essencial? Não é válido adicionar a todo momento as palavras ‘trabalhadores” e “revolucionário” à palavra “movimento”. Na realidade, sem a intervenção ativa da classe trabalha- dora revolucionária, não há movimento. A experiência contemporânea nos mostra bem que pode haver crescimento econômico e tecnológico sem desenvolvimento social real, sem o enriquecimento das relações sociais. Na prática social, isso leva apenas a uma fragmentação do movimento, deixando estagnados numerosos setores da realidade social: a vida política, ideológica, cultural e estética. O crescimento quantitativo da produção e da maquinaria técnica pode até certo ponto ser separado do desenvolvimento qualitativo.